segunda-feira, 27 de julho de 2009

Pepper


Em algum ponto da minha vida,me tornei cética para o amor.Parei de acreditar que o mundo era rosa e aprendi que não devemos confiar nos sentimentos,porque ninguém é responsável pelo que sentimos,ninguém é obrigado a corresponder nossas expectativas.Ontem me disseram que sou muito doce,quando sou amarga.Acho que o paradoxo não é fiel.
Acho que os homens,ficam impotentes diante de alguém que não é capaz de amá-los e que também não está disposta a tentar.Eu prefiro a segurança,a adaptação gradativa,o carinho,respeito,admiração e isso basta.É melhor saber onde pisamos,pra não correr o risco do colapso romântico.
O amor assim como a pimenta,tempera ,deixa um ardor.Mas,definitivamente não dá pra virar toda a conserva no prato.
Esta semana eu lia um livro ,onde estava a frase mais medíocre que já li:"If you don't love me,i'll die,but...if you do,i'll live forever."*
Se esse sentimento te condena a ser piegas,eu prefiro uma suculenta pimenta...
Será o verdadeiro amor uma tirania consentida?Muitas vezes,observei a semelhança de alguns casais.Totalmente opostos fisicamente,em compensação ficam idênticos ao se abraçarem,ao falarem,opniões iguais,a pronúncia igual.Deixaram de ser indivíduos,para se tornarem um só ser,dotado de quatro braços,quatro pernas,duas cabeças e dois dorsos.
Algumas pessoas amam tanto,que,se o outro lhe der uma bofetada é capaz de exclamar:
-Cuidado,amor,pode machucar as suas mãos!!!
Apesar de criticar,eu fico pensando:Será que um dia esta pobre filha de Eva cairá em contradição e será toda amor?Apesar de ser tão convicta a meus princípios,ando cansada de carregar esta pedra enorme do lado esquerdo do peito.Quero vomitá-la,mas,tenho medo de que,ao sair a pedra venha ferir minha garganta e encha minha língua de veneno.


*"Se você não me ama,eu vou morrer,mas...se ama,eu viverei para sempre."

3 comentários:

Joelmir Ramos disse...

Esse foi um post e tanto.
A cada dia que passa tento entender um pouco sobre o infinito da vida, no entanto ao longo do tempo, menos sei diante de tanta incerteza. Lutamos contra nossos instintos hoje e nos entregamos a eles amanhã. O amor e o ódio nos conservam, restando apenas dúvida.
Confesso que amar e não ser correspondido é doloroso. Mas o amor potencializa o homem. Acordamos mais cedo com sede de ar. Caminhamos sobre o tempo em busca de uns instantes. No fundo no fundo, quando amamos transcendemos a realidade e talvez por isso nos tornemos eternos.
Existe tanta harmonia ao nosso redor. Sob um novo conceito, podemos enxergar a perfeição por todos os lados. Sentimos uma força maior quando estamos diante da imensidão da criação da natureza. E em momentos como esse, sentimos paz. Sendo assim, podemos imaginar que o propósito de tudo isso tem que ser bom, deve haver um amor em forma plena no ato da criação. O amar talvez seja estar em harmonia, em ressonância com tudo aquilo que está ao nosso redor, visto que do amor tudo pode ter derivado.
Por toda dor e toda dúvida, só nos resta fechar os olhos e amar.
Grande abraço.

·٠•● notre amour et seulement• ••● disse...

nossa falo muito no meu coracao esse texto!
a mais pura verdade da pimenta !!!Doreeeiiii!!!
Deus te inspire te ilumine sempree

~PakKaramu~ disse...

Pak Karamu reading and visiting your blog