quarta-feira, 4 de agosto de 2010

O grito

Existe um princípio de co responsabilidade em tudo que fazemos.Cada gesto nosso altera a vida de outras pessoas,altera seu tempo,sua memória e altera seu comportamento.
Deste modo,cada mínimo ato nosso ou até mesmo nossa indiferença tem consequência.
Ao contrário do que imaginamos o ser humano não é um ilha,tudo está ligado como em uma teia.
Somos influenciados pela história de nossos pais,pelo amor não correspondido na infância,pelas guerras do século XVIII.
Um exemplo bem específico disto,é Hitler,ele em 1908 mudou-se para Viena,com o objetivo de tornar-se pintor.O professor da academia de belas artes que o rejeitou afetou totalmente seu tempo,influenciou sua atividade,sua compreensão do mundo,sua luta no partido nazista.Todo este processo interferiu na eclosão da segunda G.M,que afetou a Europa,o Japão,a Rússia,os EUA,que quase levou um povo ao extermínio.
E se Hitler fosse aceito na escola de belas artes?talvez tivéssemos um artista,talvez medíocre,e não um dos maiores psicopatas da história.
Sofremos influência da sociedade e também a influenciamos.Estamos adaptados ao lixo social e nada mais nos perturba.Vemos reportagens de pessoas que ferem crianças,que as violentam,sentados na sala comendo bolinho.
Deveríamos gritar:estúpidos,deixem-nas viver,deixem-nas brincar!!!
Que sociedade é esta que trata crianças como animais e animais como crianças?

Tenho a sensação que só faremos deste mundo um local melhor,quando começarmos a contestar,a questionar,quando começarmos a travar guerras apenas no campo das idéias...

2 comentários:

MEU MUNDO E NADA MAIS... disse...

adorei o texto
inteligente rsrsrsr
te amo maninha

Livinha disse...

Que bom te rever.
Saudades de ti Renata.

Somos seres dependentes. Jamis alçaremos voo a independencia, porque somos necessários entre uns e outros.
Somos na tua expressão uma teia entrelaçados e isto na verdade é o que nos vale a pena, um viver composto de pessoas que fazem parte de nossas vidas...

Lindo domingo pra ti

Bjs

livinha