domingo, 7 de fevereiro de 2010

Canção para a Lívia





Oh,que belo luar tenho
para contemplar a alvorada
E sinto neste tempo
que terei uma nova chegada.

Então,atento observo o céu
Entre cores e brilhos
Algo que destaque a minha atenção.
Percebo um cometa
Indo rumo a uma estrela
em plena colisão.

E recorro a filosofia
para tentar explicar.
O que faz um cometa suicida
no meu céu para brilhar.

Recebo de volta um recado
Houve dos deuses um chamado
para uma breve intercessão.

Um deles chegará aqui na terra
Por onde ninguém espera
para mostrar como viver em comunhão.

Segui a luz cintilante
que da estrela emanava
tentando explicar a solução
que em minha cabeça planava.

Essa estrela na verdade
apenas refletia
a luz angelical eterna
que essa criança emitia.


WALTER SETE


PS:Essa poesia meu amigo Walter escreveu para minha preciosa filha Lívia,assim que minha pequena nasceu...

5 comentários:

Livinha disse...

Linda minha xará
doce menina de olhar
risonho...
estrela dum céu sereno,
a iluminar os seus sonhos...

Lindo poema Renata, valendo
a homenagem a terna filhinha..

Feliz semana pra ti
Bjss

Vieira Calado disse...

Um beijinho para a Lívia


e outro prá mãe.

Chris disse...

Passei para agradecer a tua visita e as palavras.
Um beijo e boa semana
Chris

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Amiga.

Um filho é um poema de vida escrito a perfeição.
Ao nascer nos devolve o sentido verdadeiro da vida,
e nos ensina a ver o mundo com o olhar da esperança.

Que os sonhos te acompanhem sempre.

Walter Sete disse...

é incrivel como as coisas são...te amoadoro mto