segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Carta que rasguei pra você



Não suporto sua perfeição
Quero nada e só mais um pouquinho
Abomino a exatidão
Quero a falta de explicação.
Quero instigar os porquês

Odeio não ter razão,
quero apenas,sentir baixinho,
falar sem palavrão.
Dizer nada e ampliar só um pouquinho.

Esse jeito de ser você...

Quero que se liberte
que pare de ser mesquinho
Quero sentir sua respiração.

Odeio não mergulhar nos olhos,
Quero nadar nua no mar negro.
Me afogar de desejo
e te acordar com um beijo.



3 comentários:

MEU MUNDO E NADA MAIS... disse...

As vezes precisamos mergulhar no profundo mar até sentir, o sentimento do outro. O nome de
todo esse sentimento, chama-se
relacionamento a dois.
Maninha saudades de vc, te amo viu?

ps: na segunda eu estou em casa, aparece
bjs!!!!!!!!!!!!!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Vim conhecer o seu espaço de sonhos e idéias o que pela intensidade das palavras escritas já valeu a pena.

Penso que desejar um amor assim é
entender a vida em sua plenitude, pois só o amor é capaz de dar sentido a vida.

Parabéns pelo espaço.

Livinha disse...

Renata,
Quisera pudessemos retirar
todos os rotulos, romper conceitos,
sair das mesmices, sermos nós mesmos, da forma como desejamos...
Porque não deixar as cobranças de lado, voar, tomar chuva, fazer o rebolado...

Lindo texto
parabéns!

Você irmã de Andréa, pessoa
linda que aprendi a gostar
muito nesta blogosfera...
Fico feliz por vc estar junto
comigo tbém...
Obrigada

Bjss